Poema da utopia


A noite caiu sem manchas e sem culpa.
Os homens largaram as máscaras de bons actores.
Findou o espectáculo. Tudo o mais é arrabalde.
No alto, a utópica Lua vela comigo
E sonha coalhar de branco as sombras do mundo.
Um palhaço, a seu lado, sopra no ventre dos búzios.
Noite! Se o espectáculo findou
Deixa-nos também dormir. 
by
Fernando Namora
Anúncios

~ por rosana em 22/10/2008.

4 Respostas to “Poema da utopia”

  1. irado seu poema!!
    parabens!!
    tbm escrevo, saco queira conhecer; gugagumma.blogspot.com
    valeu

  2. Muito bonito e a mais pura verdade… quantos palhaços estão a procura de espetaculos…
    ADOREI…

  3. O teu poema tá lindo!
    Parabéns

  4. Lindoo *-* Parabéens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: