O passo do adeus

 

J.Bosch, in O Jardim das delícias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Amor, hoje teu nome

a meus lábios escapou

como ao pé o último degrau…

 

Espalhou-se a água da vida

e toda a longa escada

é para recomeçar.

 

Desbaratei-te, amor, com palavras.

 

Escuro mel que cheiras

nos diáfanos vasos

sob mil e seiscentos anos de lava ___

 

Hei-de reconhecer-te pelo imortal silêncio.

 

by

Cristina Campo, in O Passo do Adeus

 

 

Anúncios

~ por rosana em 21/01/2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: